Compota de amora preta

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Mais uma emergência em meu pequeno freezer - por conta das férias de nosso braço direito, precisamos liberar espaço para congelar comidinhas para as quianças. E as berries congeladas, que eu guardava carinhosamente para uma receita perfeita, precisaram sair à pressas. Fazer o quê, com elas? Compota caseira.

Para preparar esta leva, segui a receita da compota de framboesa caseira. Mas, dessa vez, preferi diminuir a quantidade de açúcar. Ficou muito bom - o ponto ficou perfeitinho, com o azedinho da fruta preservado.

Compota de amora preta

Ingredientes:

800 g de amoras pretas congeladas
400 g de açúcar
Suco de um limão pequeno

Modo de preparo:

Acomode as amoras congeladas em uma panela de fundo grosso e despeje por cima o açúcar. Misture delicadamente e deixe descansar por 1 hora para macerar as frutas.

Passada essa etapa, leve a panela ao fogo médio. Mexa um pouco para que as frutas liberem seu suco e o açúcar se dissolva. Diminua a temperatura, se necessário, e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos, mexendo ocasionalmente. Adicione então o suco de limão e misture bem.

Neste ponto, a compota deve estar começando a tomar forma. Misture de forma suave e constante até que ela alcance a consistência desejada (faça o teste pingando um pouquinho dela num pires - se escorrer lentamente, está no ponto).

Acomode a compota ainda quente em frascos com tampa, esterilizados. Deixe esfriar e conserve em geladeira. Ou siga o passo a passo ensinado pela Akemi para poder manter sua compota fora da geladeira enquanto ela estiver fechada.

Mousse de amora e framboesa diet

sábado, 24 de janeiro de 2015

Mousse de amora e framboesa diet

Há alguns dias, as crianças voltaram às aulas na escolinha. A ficha definitivamente caiu: o ano começou. É hora de colar de novo num esquema de alimentação mais regrada e atividade física regular.

Como eu nunca fui capaz de abrir mão de sobremesas, mesmo durante a fase mais rigorosa da VLCD que fiz no ano passado, resolvi pesquisar um pouco em busca de sobremesas diet. Encontrei algumas referências e a partir delas fiz a minha versão.

Olha, vou dizer uma coisa - engana como sobremesa de verdade. E dá para fazer inúmeras variações, já que o sabor fica por conta do pó para suco dietético. Experimente acrescentar frutas picadinhas no fundo do copo, outros sabores de geleia por cima ou, se gostar, deixar no topo uma camada de gelatina.

Não sou fã de sucos industrializados (em pó e dietéticos, então...), mas gostei bastante do resultado final e pretendo repetir outras vezes.

Mousse de amora e framboesa diet - textura
Receita adaptada daqui, daqui e daqui

Ingredientes:

240 g de ricota (usei caseira, que fiz no mesmo dia, mas pode ser industrializada, também)
60 ml de leite desnatado
4 colheres (sopa) de leite em pó desnatado
200 ml de iogurte natural desnatado
1 pacotinho de suco em pó dietético sabor amora e framboesa (quantidade suficiente para preparar 1 L da bebida)
1/2 pacote de gelatina em pó incolor sem sabor
2 colheres (sopa) de geleia diet de amora e/ou framboesa
Água suficiente para deixar a geleia mais fluida

Modo de preparo:

Junte no liquidificador a ricota, o leite, o iogurte, o leite em pó e o suco e bata até ficar bem homogêneo. Hidrate a gelatina conforme instruções da embalagem, depois a derreta no microondas ou banho-maria. Junte-a aos outros ingredientes e bata muito bem.

Divida entre 6 tacinhas ou coloque em recipiente único e leve para gelar até que esteja firme.

Para a cobertura, some a geleia com um pouquinho de água e leve ao fogo, mexendo até ficar mais fluido. Deixe esfriar um pouco e cubra cada tacinha de mousse com uma colher de chá de geleia. Pode servir imediatamente ou levar novamente à geladeira (a geleia ficará ligeiramente mais firme).

Observação final:

Se você também não tem costume de usar sucos em pó, vai achar que o gosto deles é muito forte e artificial. Assim, recomendo que você adicione o suco aos poucos e vá provando até chegar ao ponto que agrade o seu paladar.

Bolo de banana e xarope de bordo com calda de caramelo

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Bolo de banana - foto do Rô - 1

Antes de começar este post, quero saudar a pessoinha que me mostrou que esse lance de criança poderia ser para mim - minha afilhadinha amada, que hoje completa 6 anos. Ainda mais saúde, alegrias, amiguinhos e amor na sua vida, florzinha! E que o seu anjo da guarda continue sendo batuta!

**************************

Trabalho com um moço multitalentoso (e muito talentoso também) - o Rodrigo. Tudo que ele faz, faz lindo: design, ilustração, fotografia... os últimos layouts do blog são dele, por sinal. O Rô sempre me dá boas dicas de fotografia de comida, pois já trabalhou em um estúdio especializado no tema. Mas  eu, criatura desmemoriada e incapaz de guardar instruções muito longas, não conseguia aproveitar muito.

Aí, calhou de eu desejar um bolo de banana que vi no Instagram do oráculo da comida divina; de ter bananas maduríssimas em casa; de estar em uma semana mais tranquila no trabalho. Combinei com o Rô e fizemos uma mini-sessão de fotos do bolo que eu preparei.

As fotos desse post são do Rô. Se você ainda não está babando no monitor, há de babar já, já. Ah, sobre o bolo, ele é tão gostoso quanto é lindo.

Bolo de banana - foto do Rô - 2
Receita ligeiramente adaptada daqui

Ingredientes:

Para o bolo
3 ovos grandes
125g de manteiga, derretida e fria
1 xícara (175g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
¼ xícara (60ml) de xarope de bordo (maple syrup)
1 colher (chá) de extrato de baunilha
4 bananas bem maduras, amassadas
¼ xícara creme azedo (sour cream)*
225g de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de canela em pó
1/8 colher (chá) de sal
açúcar de confeiteiro, para polvilhar

Para a calda de caramelo
2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
1/3 xícara (60g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
2 colheres (sopa) de creme de leite fresco (usei creme de leite de caixinha)

Bolo de banana - foto do Rô - 3

Modo de preparo:

Se você encontrar creme azedo industrializado por aí, pule esta etapa. Do contrário, comece preparando o creme azedo caseiro. Eu fiz assim: em uma tigelinha, combinei 1/4 de xícara de creme de leite de caixinha e 1 colher de chá de suco de limão. Mexi até começar a engrossar, então deixei coberto com filme plástico, quietinho na pia, por pouco mais de uma hora.

Enquanto isso, vá cuidar do mise-en-place: separe e meça os ingredientes, descasque e amasse as bananas com um garfo, derreta a manteiga. Aproveite também para ligar o forno a 180°C e untar com manteiga e enfarinhar uma forma de anel com capacidade para 8 xícaras de massa (se for uma bundt muito trabalhada, como a que eu usei, bote muito amor e dedicação na tarefa).

Pronto, vamos ao bolo propriamente dito! Bata os ovos, a manteiga, o açúcar mascavo, o xarope de bordo e a baunilha com a batedeira por 5 minutos ou até obter um creme espesso. Batendo, adicione a banana e o creme azedo. Sobre a mistura da tigela, peneire a farinha, o fermento, a canela e o sal e misture para incorporar.

Transfira a massa para a forma preparada e asse por cerca de 40 minutos ou até que o bolo cresça e doure (faça o teste do palito). Deixe esfriar na forma sobre uma gradinha por 10 minutos e então desenforme com cuidado, deixando esfriar completamente (eu deixei esfriar completamente na forma por minha conta e risco, mas é algo não recomendável, já que aumenta a chance de o bolo grudar na forma).

Prepare a calda de caramelo: em uma panelinha, misture a manteiga e o açúcar mascavo. Leve ao fogo baixo, mexendo, até dissolver o açúcar. Quando ferver, junte o creme de leite – com cuidado, pois a mistura vai borbulhar – e mexa até incorporar. Retire do fogo (quando esfria muito, a calda fica mais densa, difícil de espalhar. Se isso acontecer com você, leve-a novamente ao fogo, mexendo bem, ou coloque no micro-ondas por alguns segundos).

Polvilhe o bolo com açúcar de confeiteiro e regue com a calda de caramelo.

Bolo de banana - foto do Rô - 4

Observação final:

Na noite em que preparei esse bolo, fazia muito calor e a duplinha não conseguia conciliar o sono. Por muitas (MUITAS) vezes, precisei interromper o que estava fazendo, desligar a batedeira e atendê-los no berço, passando de 10 a 15 minutos confortando quiança. Foi, portanto, um milagre que algo tão bonito e bom tenha conseguido sair do forno.

No entanto, a textura ficou diferente do esperado - o bolo deveria ser úmido e fofo. O meu ficou úmido e muito macio, mas denso como um pudim daqueles mais durinhos. Assim, recomendo que você siga as orientações da Pat bem direitinho para ter o bolo do jeito que deve ser.

Bolinho de cenoura formigueiro (receita pequena)

sábado, 17 de janeiro de 2015

Quando eu era criança, os adultos tentavam me convencer a comer cenoura com uma dica de saúde seguida da piada mais boba de todas: "cenoura faz bem aos olhos, já viu algum coelho de óculos?". Duhhh. Havia quem levasse a piada mais além e recomendasse comer formigas, já que tamanduás também não usavam óculos. Gaaahhhh.

Pois bem, outro dia, resolvi preparar um bolo que 'combinava' os dois ingredientes: cenouras e formigas. Tá, formigas de mentirinha, como as que aparecem nos bolos tipo formigueiro (que nada mais são que flocos ou granulados de chocolate). Fiz uma receita pitica para atender às necessidades da casa.

Ao contrário dessas piadas terríveis, os bolinhos ficaram umas graças. Não fiz cobertura, pois meus pequenos não gostam muito (por enquanto, néam). Mas, se quiser fazer, vá em frente! Certeza de que vai ficar ainda mais delícia!

Bolo de cenoura formigueiro
Receita adaptada dessa daqui

Ingredientes:

1 ovo
1 cenoura média descascada e picada (a cenoura deve ter uns 100 g, já limpa e descascada)
1/4 de xícara de óleo de canola
1/3 de xícara de açúcar (se quiser, coloque um pouco mais)
1/2 xícara de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 colher (chá) de fermento em pó
2 colheres (sopa) de chocolate granulado ou flocos de chocolate (usei flocos de chocolate Callebaut)

Modo de preparo:

Ligue o forno a 180ºC. Prepare as forminhas que vai utilizar - se usar forminhas de metal, forre-as com forminhas de papel ou unte-as e enfarinhe-as. Se usar forminhas de silicone, como eu, não faça nada ;-)

Bata no liquidificador a cenoura, o óleo e o ovo até obter uma mistura bem homogênea. Acrescente o açúcar e a pitada de sal e bata mais um pouco. Deite essa mistura em uma tigela média, some a farinha de trigo e misture com um fouet até incorporar. Faça o mesmo com o fermento. Por fim, adicione os flocos de chocolate e mexa até que eles fiquem bem distribuídos na massa.

Distribua a massa pelas forminhas preparadas e leve ao forno por uns 15-20 minutos ou até que eles passem no teste do palito. Deixe esfriar sobre uma grade antes de comer.

Rende 7 bolinhos.

Bolinhos de banana com aveia e passas (receita pequena)

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Sabe aquele bolo de banana com aveia que, vira e mexe, aparece na minha cozinha, adaptado aqui e ali? Continua tendo um espaço especial no meu coração - é úmido, fofo, cheio de ingredientes saudáveis... e é uma delícia!

Para ficar perfeito para as minhas necessidades, só faltava virar mini-receita - afinal, não tenho muito espaço no freezer. E as crianças enjoam de comer o mesmo bolo sempre. Faltava - não falta mais! Vem comigo e eu mostro como é facinho fazer!

Bolo de banana com aveia e passas
Receita muito adaptada daqui

Ingredientes:

1 banana bem madura, amassada com um garfo (usei uma prata média)
1/2 xícara de aveia em flocos finos*
1/4 de xícara de açúcar mascavo claro (bem apertadinho na xícara medidora)
1 ovo levemente batido
2 colheres (sopa) de óleo de canola
1/2 colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
Canela em pó a gosto
Opcional - 2 colheres (sopa) de passas escuras sem semente, picadinhas*

Modo de preparo:

Ligue o forno a 180ºC. Forre 6 forminhas de muffin de tamanho padrão com forminhas de papel (ou unte com óleo e polvilhe com farinha de aveia, ou use forminhas de silicone e não faça nada).

Numa tigela média, com o auxílio de um fouet, combine a aveia, o açúcar mascavo, o sal e o fermento. Em outra tigela menor, misture o ovo, o óleo e a banana amassada. Despeje a mistura úmida sobre a mistura seca e mexa bem com o fouet, até que tudo fique incorporado e tão uniforme quanto possível.

Acrescente então as passas picadas, misturando até distribuir pela massa. Divida-a então entre as forminhas previamente preparadas e leve ao forno por uns 15-20 minutos ou até que os bolinhos passem no teste do palito.

Deixe os bolinhos esfriarem sobre uma grade antes de comê-los. Rende 6 bolinhos assados em forminhas de muffins com capacidade para 1/3 de xícara.

Observações finais:

Optei pela aveia em flocos finos para obter uma textura mais delicada, já que os bolinhos são pequeninos. As passas, piquei para satisfazer as exigências dos meus catadores de frutas. É meio chatinho de fazer, mas gostei muito do resultado - achei que as passas ficaram bem distribuídas na massa. O sabor, que eu tanto gosto, continuou presente, mas sem tantos calombinhos para aquelas boquinhas encontrarem. Deu certo! Ninguém as cuspiu!

Granola com gosto de cookies

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Eba, cheguei pra ajudar você, que incluiu entre as resoluções de ano novo "me alimentar de maneira mais saudável". Venho com uma granola muito, muito gostosa. A receita, vi no blog da Joy Wilson. Segundo ela, é o mais próximo de cookies que uma granola pode ser.

Ah, você já deve saber disso, mas me sinto no dever de reforçar: granola NÃO emagrece. Pelo contrário - granolas são super calóricas. O que as faz boas opções de alimento são os nutrientes presentes nos ingredientes (desculpa aê pela assonância não intencional). Então, consuma em quantidades modestas. Ou consuma quanto quiser e emende uma loooonga caminhada.

Granola com gosto de cookies
Receita ligeiramente adaptada daqui

Ingredientes:

2 1/4 xícaras de aveia em flocos grossos
1 xícara de coco desidratado em fitas*
1/2 xícara de pecãs grosseiramente trituradas
1/2 xícara de farinha de linhaça
1/4 de xícara de açúcar mascavo claro (aperte na xícara ao medir)
1 colher (chá) de canela em pó
1/2 colher (chá) de noz-moscada ralada na hora
1/4 de colher (chá) de sal
1/3 de xícara de xarope de bordo
3 colheres (sopa) de manteiga sem sal, derretida até ficar queimada* (usei 30g)
2 colheres (sopa) de óleo de coco líquido
2 colheres (chá) de extrato de baunilha

Modo de preparo:

Preaqueça o forno a 160ºC. Forre uma assadeira para cookies (isto é, uma assadeira grande e rasa) com papel manteiga.

Em uma tigela média, misture juntos a aveia, o coco, as pecãs, a farinha de linhaça, o açúcar mascavo, a canela, a noz-moscada e o sal. Reserve.

Em uma tigela pequena, misture o xarope de bordo, a manteiga queimada, o óleo de coco e o extrato de baunilha.

Adicione os ingredientes líquidos de uma vez sobre os ingredientes secos e misture bem até que tudo fique bem úmido. Distribua a mistura na assadeira previamente preparada formando uma camada uniforme.

Asse por 30 minutos na grade do meio do forno, retirando a assadeira de dentro dela a cada 10 minutos para revolver a granola. Ela ficará lindamente dourada e cheirosa quando pronta.

Remova do forno e deixe esfriar completamente na assadeira antes de acondicioná-la em um pote com fechamento hermético. Ela se conserva bem por algumas semanas.

Granola com gosto de cookies de outro ângulo

Observações finais:

* Não sei se é fácil para você encontrar coco em fitas. Mas vale muito a pena usar! Os pedacinhos de coco formam gruminhos crocantes, docinhos e absolutamente viciantes (é difícil não ficar 'pescando' os pedacinhos de coco do pote de ganola - falo por experiência própria). Eu comprei coco em fita nas Lojas Santo Antônio, via internet, e foi dessa marca aqui.

* Sabe como fazer manteiga queimada? Eu não sabia e aprendi aqui, ó.

* Por algum motivo que desconheço, eu engasgo com certa facilidade, por isso tendo a evitar determinados alimentos ou formas de preparo. Esta granola, eu só consigo comer pura, com iogurte ou sobre frutas. Se eu colocar no leite, é certeza de que vou engasgar com a farinha de linhaça.

No Calor do Fogão - Retrospectiva 2014

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Um dia, as retrospectivas deste blog serão apresentadas pelo Sergio Chapelin (aham). Enquanto este dia não chega, vamos recordar juntos os posts mais acessados de 2014?

Vai ser em ordem regressiva só para manter o suspense. Mentira, é para ficar igual àqueles programas de ranking dos bichos do Animal Planet, que eu adoro ("Em 10º lugar, o lêmure-anão!").

******************

10º lugar: Bolo de banana caramelada

Gente, que absurdo é esse bolo. Seguramente está no meu top 3 de bolos de banana - isto, porque eu estava no auge da dieta mais severa da vida e só lambi a colher que misturou a massa crua. Quem comeu teve tremeliques de prazer.

Bolo de banana caramelada_

******************

9º lugar: Bolinhos de chocolate com coco

Sem, glúten, sem lactose, mas cheios de fofura e sabor, esses bolinhos são um sucesso aqui em casa (e, de verdade, em qualquer lugar por onde passem). Não tem farinha de coco? Use coco ralado. Não tem açúcar de coco? Use açúcar mascavo. Mas faça esse favor a você: prove. De nada ;-)

Bolinhos de cacau e coco


******************

8º lugar: Triple chocolate brownies

Sabe que eu tenho no freezer um potinho com feijão preto cozido reservadinho para preparar esses brownies, né? São incrivelmente bons. Têm mais proteína, menos gordura e muito AAAAHHHHHOOOOOOHHHHNHAMMMM.

Triple chocolate brownies


******************

7º lugar: Mousse diet de maracujá

Esta era uma das minhas sobremesas preferidas dos tempos mais severos da dieta. Tem uma textura tão boa, um azedinho tão bem-vindo! É uma boa opção para quem está determinado a perder os famigerados quilinhos da resolução de ano novo.

Mousse diet de maracujá_comido

******************

6º lugar: Melon pan

Esta receita é um pouco trabalhosa, mas o resultado é compensador - um pãozinho adocicado ultramacio, coberto com casquinha crocante de biscoito - nhammmm. O hômi tem me pedido para repeti-la, mas quando eu digo que preciso de algumas horas de trabalho na cozinha sem criança ciscando em volta, ele fica um pouco desanimado.

Melon pan

******************

5º lugar: Geleia de framboesa caseira

Fiquei feliz de saber que tem mais gente apostando nas geleias caseiras! Essa de framboesa é muito fácil de fazer e tem apenas 3 ingredientes: framboesas, açúcar e suco de limão. Para quem anda fugindo de corantes, espessantes, conservantes e outros "antes" artificiais, é uma boa pedida!

Geleia de framboesa


******************

4º lugar: Geleia de goiaba caseira

Aproveite que é época de goiaba e faça geleia! As goiabas estão com preço bom, vermelhinhas e muito doces, rendem uma geleia incrível. Eu fiz um panelão em meados de dezembro, seguindo essa receita. Ficou tão, tão bom... e com uma cor bem mais viva que a da foto.

Geleia de goiaba caseira


******************

3º lugar: Especial "Bolo de milho"

Fiz uma coletânea de bolos de milho por ocasião das festas juninas e foi um sucesso! Por sinal, eu acrescentaria a ela um bolinho que fiz depois: o da Leili, que é muuuuuito gostoso.

Bolo de flocão de milho


******************

2º lugar: Cookies integrais de aveia e chocolate

Um carinho em forma de cookies. Preparei para as professoras dos meus filhos no final do primeiro semestre, como um agradecimento por todo o cuidado dedicado às minhas quianças. São feitos com farinha de trigo integral e ficam muito, muito gostosos.

Cookies integrais de aveia e gotas de chocolate


******************

1º lugar: Brownies com azeite de oliva!

Devo esclarecer que esta receita foi a mais acessada graças aos fofos da Revista Casa e Comida, que gentilmente incluíram este bloguinho (e este post, especificamente) em sua poderosa lista de blogs para acessar da cozinha. Foi lindo e surpreendente :-)

Mas os brownies são realmente deliciosos. Além disso, saber que estou ingerindo uma gordura boa me faz bem (e me dá vontade de comer só mais uma lasquinha).

Brownies com azeite de oliva

******************

Aêêê! Chegamos ao fim da retrospectiva! Que ano gostoso passamos juntos, né? Que 2015 seja ainda mais delícia!