Eba! 7 anos!

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Desde a chegada das crianças na minha vida, tudo tem acontecido não necessariamente quando planejado ou marcado no calendário - as coisas acontecem quando tudo conspira a favor. Por isso, com dois meses de atraso, comemoro com vocês o sétimo ano de No Calor do Fogão, com direito a novo visual!

Mais uma vez, contei com o apoio inestimável de Rodrigo e Alan, os moços queridos com quem eu trabalho (é deles a programação visual anterior do blog). Além de talentosos, os dois são uns fofos, suportaram todos os meus pitacos e 'clientices' com um sorriso no rosto.

Quer conhecer o trabalho deles? Quer cont(r)atá-los? É facim: acessem a conta da Alvetti.com no Facebook

Geleia de framboesa caseira

domingo, 10 de agosto de 2014

Esta é a minha terceira geleia em pouco mais de um mês. Fazer geleia tem algo de mágico e viciante. Fruta e açúcar, tão diferentes entre si, se combinam perfeitamente no calor do fogão. As cores, os aromas, os sabores, tudo se intensifica. E, de repente, a gente se vê diante de algo novo e delicioso.

Framboesas são as minhas berries preferidas - o perfume, a acidez na medida certa, a cor vibrante, não tem como não amar. O problema é que elas, frescas, são absurdamente caras. Fica bem mais em conta comprá-las congeladas. Foi o que eu fiz há um tempinho atrás, quando as encontrei em um supermercado.

Acho que já contei para vocês, mas sou uma criatura besta que faz cerimônia com tudo - até com ingredientes diferentes ou equipamentos novos de cozinha. Fico pesquisando, lendo, até encontrar a forma ideal de estreá-los. Por conta disso, foi preciso ter o freezer lotado mais uma vez para decidir dar um fim às lindas framboesas congeladas.

Como tinha feito geleia de maracujá pouco tempo antes, fiquei com vontade de fazer uma nova geleia. Escolhi uma receita bem simples, em que o sabor das framboesas tivesse o destaque que merece.

Gente, dá um orgulho ver a geleia pronta! É tão, tão linda, tão, tão cheirosa, tão, tão gostosa...

Geleia de framboesa
Receita livremente adaptada daqui 

Ingredientes:

400 g de framboesas congeladas
280 g de açúcar
Suco de um limão pequeno

Modo de preparo:

Acomode as framboesas congeladas em uma panela de fundo grosso e despeje por cima o açúcar. Misture delicadamente e deixe descansar por 1 hora para macerar as frutas.

Passada essa etapa, leve a panela ao fogo médio. Mexa um pouco para que as frutas a liberem seu suco e o açúcar se dissolva. Diminua a temperatura, se necessário, e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos, mexendo ocasionalmente. Adicione então o suco de limão e misture bem.

Neste ponto, a geleia já deve estar começando a tomar forma. É hora de colocar esse bracinho pra trabalhar e mexer de forma suave e constante até que ela alcance a consistência desejada (faça o teste pingando um pouquinho de geleia num pires - se a geleia escorrer lentamente, está no ponto*).

Acomode a geleia ainda quente em frascos com tampa, esterilizados. Deixe esfriar e conserve em geladeira. Ou siga o passo a passo ensinado pela Akemi para poder manter sua geleia fora da geladeira enquanto ela estiver fechada.

Observação final:

* O ponto da geleia de framboesa é diferente do da geleia de maracujá ou de goiaba - é desejável que ela não fique tão firme, pois ganha bastante consistência ao esfriar. De qualquer forma, não se aflija se a sua geleia ficou mais espessa. Você pode colocar em um potinho a porção que vai consumir e aquecer no micro-ondas ou em banho-maria. Se preferir, pode pingar um pouquinho de água quente e misturar bem, que também dá certo.

Geleia de maracujá caseira

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Vocês bem sabem que eu sou uma pessoa de 'ondas'. Entro na onda do brownie e faço um monte de fornadas, uma diferente a cada semana. Se chega a onda do milho, não descanso até ter preparado um milhão de receitas (milhão, hein? Milhão, milho, hein, hein? Tá, desculpa). Agora estou em duas ondas fortes - a do maracujá e a da geleia. Esta receita nada mais é do que a combinação das duas ondas.

A receita original, encontrei no Diga Maria (blog lindo e legalésimo que eu não sei como demorei tanto para conhecer). O post, super bem explicado, traz uma dica que vale ouro: como usar a parte branca do maracujá para obter pectina. É tão simples que nem dá para acreditar: basta cozinhar as cascas do maracujá em panela de pressão por 5 minutos. No modo de preparo, a explicação vem completinha - só adiantei aqui para dar esperança a quem já tentou tirar a parte branca do maracujá antes de cozê-lo e quase cometeu um atentado contra a própria mão.

E a geleia é boa? Boa é pouco. É ótima. Só de pensar nela, salivo feito uma louca. Além de fazer de qualquer torradinha, pão ou biscoito um manjar dos deuses, fica coisadelôco recheando biscoitos, cobrindo bolos, misturada com iogurte natural...

Se eu fosse você, da próxima vez que encontrasse maracujás baratinhos, comprava um monte e corria pra cozinha!

Geleia de maracujá
Receita adaptada daqui

Ingredientes (para 4 potes de 225 g):

2 xícaras/535 g de polpa de maracujá (6 maracujás grandes - não descarte as cascas, elas são fundamentais!)
2 xícaras de água
500 g de açúcar
Suco de 1 limão pequeno

Modo de preparo:

Transcrevo abaixo a receita original, com meus comentário em itálico.

Lave e corte ao meio os maracujás. Reserve a polpa, meça seu volume e separe a mesma medida de água.
Coloque as cascas na panela de pressão, cubra com água e leve ao fogo. Quando atingir pressão, diminua a chama e marque 5 minutos. Desligue o fogo, aguarde terminar a pressão, tire as cascas da panela e deixe esfriar um pouco (recomendo que você as acomode em um escorredor de macarrão para que elas escorram enquanto esfriam - elas ficam bem inchadas e cheias de água). Com o auxílio de uma colher, retire a parte branca da casca e descarte a parte amarela. Bata a parte branca no liquidificador com a metade da água separada e coe.

Bata o restante da água com a polpa do maracujá e coe (se quiser sementinhas na geleia, reserve algumas sem bater - não seja econômico como eu ao reservar as sementes, senão elas ficam muito esparsas).

Junte tudo numa panela (parte branca e polpa batidas e coadas), acrescente o açúcar e o suco do limão e leve ao fogo (neste momento, aproveite para experimentar o sabor e ajustar ao seu paladar acrescentando mais açúcar ou limão). Retire a espuma que se formará na superfície e nas laterais da panela ao longo do tempo no fogo (uma escumadeira ajuda muito nesse trabalho, pois tira só a espuma, e não a geleia que você está fazendo com todo amor). Pelo que li, essa espuma, se mantida, deixará a geleia amarga.

O tempo de fervura até atingir o ponto ideal é de cerca de 40 minutos; para saber se a geleia de maracujá já está pronta, coloque uma pequena quantidade num pires e leve ao freezer por um minuto. Retire e cheque se está na consistência desejada. Se estiver, desligue o fogo, transfira a geleia para potes higienizados*, aguarde esfriar e conserve na geladeira.

Geleia de maracujá

Observações finais:

- Minha mãe me ensinou duas formas ligeiramente diferentes de verificar o ponto da geleia, que eu já contei no post da geleia de goiaba. Você pode pingar um pouquinho de geleia num pires (gelado ou não) e inclinar - se a geleia não escorrer, está no ponto. Outra possibilidade é pingar a geleia em um pires e, por cima, deitar um tiquinho de água. Ela estará no ponto se não se dissolver em contato com a água.

- Se quiser conservar as geleias fora da geladeira (pelo menos, enquanto estão fechadas), siga a técnica de esterilização ensinada pela Akemi aqui.

Mousse diet de maracujá

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Mousse diet de maracujá_inteiro

171 dias e 22 quilos a menos depois, entrei em uma fase mais amena da dieta (comentei antes aqui que estava em uma dieta do tipo VLCD, né). Nesta nova etapa, tenho direito a sobremesas, desde que levinhas, após as refeições. E tome Google para encontrar opções saborosas e que não pesem tanto na balança.

Numa dessas pesquisas, descobri uma mousse de maracujá incrível - nada daquelas feitas com leite condensado e creme de leite que mais parecem cremes. Mousse aeradinha, levinha, que derrete na boca e com um azedinho matador. Prove e diga se não é bom!

Mousse diet de maracujá_comido
Receita adaptada daqui

 Ingredientes:

Para a mousse:
1 lata de creme de leite light
1 xícara de suco de maracujá concentrado
1 xícara de iogurte natural desnatado
1 xícara de leite desnatado
3/4 de xícara de adoçante culinário para forno e fogão (a receita original pede 1/2 xícara, mas como suprimi a calda, senti necessidade de aumentar a quantidade de adoçante)
1 pacote (12g) de gelatina em pó incolor sem sabor
1/2 xícara de água

Para a calda (que eu não fiz):
1 maracujá
3 colheres (sopa) de adoçante culinário para forno e fogão
1 1/2 xícaras de água

Modo de preparo:

Comece pela mousse. Numa tigela pequena própria para micro-ondas, junte 1/2 xícara de água e a gelatina em pó e deixe repousar enquanto prepara o restante da receita.

No liquidificador, junte os demais ingredientes da mousse. Bata por uns 3 minutos, até misturar bem. Reserve.

Agora, leve a gelatina ao micro-ondas por 15 segundos em potência alta (ou dissolva-a em banho-maria).

Pronto, agora é só adicionar a gelatina líquida ao conteúdo do liquidificador e bater por mais uns 3 minutos até ficar bem homogêneo.

Passe a mistura por uma peneira (para eliminar um eventual gruminho de gelatina que possa ter sobrado) e despeje em forma refratária ou em tacinhas individuais. Leve à geladeira por, pelo menos, 3 horas.

Se quiser preparar a calda, basta juntar todos os ingredientes em uma panelinha e levar ao fogo baixo, mexendo sempre até engrossar. Depois de pronto, deixe esfriar. Espalhe sobre as mousses já firmes antes de servir.

Rendimento: 12 tacinhas com capacidade para 120 ml.

Cookies de limão siciliano, aveia, cranberries e chocolate branco

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Agora que tenho em casa duas boquinhas gulosas, tenho feito cookies com mais frequência.

Esses cookies das fotos foram preparados para o lanche dos pequenos. Eles podem ser feitos a mão sem grande sacrifício - foi o que eu fiz, durante a sagrada soneca das quiança. Mas, se você não estiver com disposição ou não tiver problema em fazer barulho, pode preparar na batedeira.

Cookies de aveia, limão, cranberries e chocolate branco_

"Mas são bons?", você me pergunta. São ótimos! A combinação de cranberries, limão siciliano e chocolate branco é matadora. A aveia dá um textura deliciosa. E a farinha integral não pesa nada. Faça e comprove!

Cookies de aveia, limão, cranberries e chocolate branco
Receita adaptada daqui

Ingredientes:

200 g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
3/4 de xícara de açúcar mascavo
1/4 de xícara de açúcar
Raspas de 2 limões
2 ovos
3 colheres (sopa) de suco de limão
3 xícaras de aveia em flocos finos
1 1/2 xícara de farinha de trigo integral
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/4 colher (chá) de sal
1 xícara de cranberries secas
1/2 xícara de gotas de chocolate branco

Modo de preparo:

Preaqueça o forno a 180ºC. Forre duas assadeiras com papel manteiga. Reserve.

Bata a manteiga com os açúcares e raspas de limão na batedeira ou à mão, usando um fouet, até formar um creme claro e fofo. Junte os ovos um a um, sempre batendo, seguidos do suco de limão. Adicione a aveia, a farinha, o bicarbonato e o sal, mexendo bem com uma colher de pau. Por fim, incorpore as cranberries e as gotas de chocolate branco, cuidando para que se distribuam pela massa de maneira uniforme.

Com uma cookie scoop ou colher medidora com capacidade para 1 colher de sopa, faça bolotas de massa e disponha nas assadeiras preparadas. Asse por cerca de 15 minutos ou até que os cookies fiquem douradinhos.

Deixe-os esfriar por 5 minutos na assadeira e só então transfira para uma grade de resfriamento. Deixe que esfriem completamente antes de comer - isso ajudará a ressaltar os sabores. Aqui em casa, a receita rendeu 4 dúzias de biscoitos.

Pidêite:

Como eu já contei aqui, congelo cookies não assados para poder oferecer biscoitos sempre fresquinhos às crianças. As bolotas de massa congeladas, disponho em uma assadeira e levo ao forno por 1 ou 2 minutos a mais do que o tempo indicado de forno.

Quando eles completam uns 10 minutos de forno, gosto de achatá-los delicadamente com uma espátula ou com as mãos (eles não espalham muito ao assar e não ficam muito práticos de pegar, para as crianças). Só que, nas fotos acima, eu estava morrendo de pressa e esmaguei os coitados com uma espátula, o que os deixou feios, tadicos. Resolvi me redimir e fazer uma foto nova para convencê-los de que os bichinhos não só são gostosos, mas são bonitos também.

Cookies de aveia, cranberries e chocolate branco

Bolo de banana com granola

terça-feira, 15 de julho de 2014

Sabe quando a sua despensa está cheia de pacotinhos quase vazios? Eu tinha farinha de trigo integral, granola e açúcar mascavo, os três em pequena quantidade, vagando de um lado para o outro na prateleira, à espera de uso. Na fruteira, bananas maduríssimas imploravam por um fim digno. O que fazer com isso? Bolo! Eba!


Bolo de banana com granola e especiarias

A receita foi uma adaptação de outra publiquei aqui há muito tempo (me lembrei dela por conta de um post da querida Leili). Fiquei me perguntando porque não a preparo mais frequentemente, é tão simples e boa! Nem precisa de batedeira ou equipamento especial - basta uma tigela e uma colher de pau. E sabem o que é melhor? As crianças adoraram!

Bolo de banana com granola e especiarias
Receita adaptada daqui

Ingredientes:

1 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo integral
1 1/2 xícara (chá) de açúcar mascavo
1/2 colher (chá) de especiarias para pão de mel
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/2 xícara (chá) de óleo de canola
3 ovos
1 colher (sopa) de fermento em pó
400 g de bananas picadas
1 xícara (chá) de granola
Rodelas de banana para decorar (opcional)

Modo de preparo:

Preaqueça o forno a 180ºC. Unte com manteiga e farinha de trigo integral uma assadeira de 21 X 28 cm (ou faça como eu, use 3 formas pequenas de bolo inglês). Reserve.

Em uma tigela grande, misture o açúcar mascavo, a farinha de trigo integral, as especiarias e o bicarbonato de sódio. Adicione os ovos e o óleo e mexa bem, com o auxílio de uma colher de pau, até que a mistura fique bem homogênea. Acrescente então a granola e as bananas e misture, cuidando para que fiquem distribuídas pela massa o mais uniformemente possível. Por fim, some o fermento e mexa só até incorporar.

Distribua a massa entre 3 formas pequenas para bolo inglês (unte e polvilhe com farinha de trigo integral ou faça como eu, use descartáveis). Se quiser, decore com rodelas de banana sobre a massa.

Leve ao forno por uns 30-35 minutos ou até que os bolinhos passem no teste do palito. Os bolinhos podem ser desenformados assim que esfriarem totalmente.

Observação final:

Este bolo pode ser preparado com bananas, maçãs ou peras e fica sempre uma delícia. Vale a pena testar!

Cookies integrais de aveia e gotas de chocolate

sábado, 12 de julho de 2014

Já contei aqui como meus filhos são sortudos de terem professoras tão queridas. Com o fim do semestre letivo, quis fazer um novo agrado para elas. Desta vez, preparei cookies mais saudáveis, com farinha de trigo integral, aveia e gotas de chocolate com 70% de cacau.

Cookies integrais de aveia e gotas de chocolate

Ficaram deliciosos! Macios e com bordas levemente crocantes, doces na medida e sem a densidade e o sabor que eu normalmente esperaria de um cookie de farinha integral. Para vocês terem uma ideia, caíram no gosto do hômi, que se chateou profundamente por eu ter feito uma receita tão pequena.

Cookies integrais de aveia e gotas de chocolate
Receita minimamente adaptada de um blog de que eu tenho gostado muito, muito!

Ingredientes:

1 1/4 de xícara de farinha de trigo integral
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/2 colher (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de sal
1/2 xícara de açúcar mascavo escuro (usei claro)
1/2 xícara de açúcar
1/2 xícara de manteiga amolecida à temperatura ambiente
1 ovo
1 1/2 colher (chá) de baunilha
1 colher (sopa) de leite (usei desnatado)
1 xícara de aveia em flocos grandes (usei flocos médios)
1 xícara de gotas de chocolate meio amargo (usei um com 70% de cacau)

Modo de preparo:

Preaqueça o forno a 180ºC.

Em uma tigela média, misture a farinha, o bicarbonato e o sal, com o auxílio de um fouet. Reserve.

Com a batedeira, bata os açúcares e a manteiga por cerca de 2 minutos, até obter uma mistura cremosa. Acrescente o ovo, o extrato de baunilha e o leite e bata até ficar homogêneo.

Adicione gradualmente os ingredientes secos à mistura da batedeira, batendo em velocidade baixa até incorporar a farinha (cuidado para não bater demais).

Desligue a batedeira e misture à mão as gotas de chocolate e a aveia.

Forme bolinhas de massa usando uma colher medidora com capacidade para 1 colher de sopa (eu usei minha cookie scoop). Disponha as bolinhas em assadeiras forradas com papel manteiga ou Silpat.

Asse os cookies por 11-12 minutos ou até que eles fiquem levemente dourados em torno das bordas. Deixe que eles esfriem na assadeira por alguns minutos para que firmem. Em seguida, transfira-os para uma grade de resfriamento. Eu obtive 32 cookies.