Brownies de Snickers e amendoins

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Brownies com snickers e amendoim

Vamos continuar falando de amendoim? ;-D

Conheci estes brownies em uma postagem antiga do TK, da querida Patricia (que, por sinal, fez aniversário ontem - parabéns, minha musa e oráculo!). Além de ficarem bonitos, de formarem casquinha fininha e quebradiça, de serem fudgy do jeito que a gente gosta... bom, gente, chocolate e amendoim, né? Match made in heaven.

Ah, recomendo servi-los em alguma ocasião em que haja muita gente para saboreá-los - a receita rende bastante!

Brownies com snickers e amendoim
Receita daqui

Ingredientes:

225 g de chocolate meio-amargo ou amargo, picado – usei um com 73% de cacau
¾ xícara (170 g) de manteiga sem sal, temperatura ambiente
4 ovos grandes
1 xícara (200 g) de açúcar
2/3 xícara (116 g) de açúcar mascavo claro – aperte-o na xícara na hora de medir
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
1/8 colher (chá) de sal
1 xícara + 2 colheres de sopa (160g) de farinha de trigo
1 xícara de amendoins, sem a pele, tostados e salgados
2 barrinhas (52g cada) de Snickers, picadas – separe os pedacinhos uns dos outros antes de adicionar à massa

Modo de preparo:

Preaqueça o forno a 180°C. Unte levemente com manteiga uma forma retangular de 20x30cm, forre-a com papel alumínio deixando sobrar em dois lados opostos, formando “alças”, e unte o papel também.

Coloque o chocolate e a manteiga em uma panela média, de fundo grosso, e leve ao fogo baixo, mexendo sempre com uma espátula de silicone até que a manteiga e quase todo o chocolate tenham derretido. Desligue o fogo e continue mexendo até o chocolate terminar se derreter e a mistura ficar uniforme.

Junte à mistura de chocolate os açúcares, a baunilha e o sal. Mexa bem até que os ingredientes se incorporem. Teste a temperatura da mistura mergulhando nela a ponta do dedo mínimo - se estiver morna, acrescente os ovos, um a um, mexendo vigorosamente a cada adição. A massa ficará lisa e lustrosa.

Incorpore então a farinha de trigo. Por fim, envolva os pedaços de Snickers e os amendoins.

Despeje a massa na forma preparada e alise a superfície. Asse por cerca de 30 minutos ou até que os brownies tenham começado a firmar nas laterais da forma e, ao inserir um palito no centro da asasdeira, este saia com migalhas úmidas. Retire do forno e deixe esfriar completamente na forma sobre uma gradinha.

Corte em quadrados para servir.

Observação final:

Se você checar a receita original, verá que eu uso um método de preparo diferente do da Pat. Escolha aquele com o qual você se sente mais confortável e toque o barco!

Pé de moça

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Pé-de-moça

Acha que o brigadeiro é o rei dos docinhos mas não abre mão de um bom pé de moleque? Este é o doce pra você: pé de moça.

Imagino que o nome seja uma combinação do nome do tradicional docinho de amendoim com o do  leite condensado que faz os melhores brigadeiros. Eu o conheci com a Lu Goto, de quem já falei aqui um montão de vezes.

Pé-de-moça de perto

Só preciso alertar você para dois fatos:

1) A Lu recomenda untar levemente a faca antes de cortar o doce. Unte mesmo. E prepare os seus nervos, se você tem agonia de doce grudento, pois esse é um deles (mas não se preocupe, você corta rapidinho e o resultado compensa);

2) Assim que provar o primeiro, leve o restante pra compartilhar com outras pessoas ou você corre o risco de comer tudo sozinho. Eu avisei, hein? ;-)

Pé-de-moça mordido
Receita daqui

Ingredientes:

300 g de amendoim sem casca, torrado
6 colheres (sopa) de açúcar mascavo
1 lata de leite condensado
1 colher (sopa) de manteiga sem sal
1 colher (sopa) de chocolate em pó
Açúcar refinado para envolver os docinhos

Modo de preparo:

Forre com papel manteiga o fundo e as laterais de uma assadeira retangular pequena (21 x 31 cm). Unte o papel manteiga.

Numa panela média de fundo grosso, junte a manteiga e o açúcar mascavo. Mexa em fogo baixo até que os dois se combinem e virem um caramelo. Adicione os amendoins e misture rapidamente para não deixar queimar.

Adicione o leite condensado, seguido do chocolate em pó (a panela vai chiar - não se assuste, é assim mesmo). Mexa sem parar até desgrudar do fundo da panela.

Despeje o doce na assadeira preparada. Espalhe e alise a superfície com o auxílio de uma colher ou de uma espátula de silicone. Cubra-o com filme plástico e, com cuidado para não se queimar, aplaine-o mais um pouco com as mãos. Leve para gelar por pelo menos 1 hora (eu deixei de um dia para o outro).

Retire o doce da geladeira. Remova o filme plástico e, com o auxílio do papel manteiga, remova-o da assadeira para a tábua de corte ou superfície de trabalho. Unte levemente uma faca grande e corte-o em quadradinhos.

Em um prato fundo, coloque um pouco de açúcar refinado. Envolva cada pedacinho no açúcar que fique coberto por todos os lados. Vá completando o açúcar do prato conforme a necessidade.

Rendimento: Depende do tamanho que você cortar. Para a Lu, que é  comedida, foram 32 pedaços. Para mim, 16.

Bolo de milho verde e coco

sábado, 4 de novembro de 2017

Preparei este bolo para a conclusão de uma semana temática na escola das crianças - depois de dias explorando o assunto "desperdício/aproveitamento integral dos alimentos", eles encerraram as atividades com um piquenique.

Quem escolheu o que levar foi o Gabriel, e ele foi categórico: bolo de milho. Para não ter erro, segui a receita enviada pela equipe de nutrição da escolinha. Receita esta que foi adaptada de uma outra que saiu daqui no blog :-D

E o que dizer do bolo?  Sei que ficou cheiroso, fofinho e não muito doce, já que leva pouco açúcar. Mas não pude provar, já que o mandei inteirinho para a escola. Mas meu filhote foi muito efusivo: "estava maravilhoso, mamãe". Ó, se eu fosse vocês, confiaria no paladar dele, o bichinho é exigente ;-)

Bolo de milho de escolinha.
Receita livremente adaptada daqui

Ingredientes:

5 espigas de milho verde
1 1/2 xícaras de fubá
1 xícara de açúcar demerara
200 mL de leite de coco
1/2 xícara de óleo vegetal
3 ovos
1 pitada de sal
1 colher (sopa) de fermento químico em pó

Modo de preparo:

Preaqueça o forno a 180ºC. Unte e polvilhe com fubá uma forma de anel média.

Higienize as espigas de milho, eliminando os cabelinhos com o auxílio de uma escovinha.

Apoie uma espiga sobre uma tigela grande e, com uma faca, corte os grãos rente ao sabugo. Repita o procedimento com as demais.

No liquidificador, junte os grãos de milho, os ovos, o leite de coco e o óleo e bata muito bem, por uns 2 minutos. Acrescente o açúcar e uma pitada de sal e bata até que o açúcar dissolva completamente (o açúcar demerara tem grãos maiores, capriche!).

Adicione o fubá e bata até que fique homogêneo. Por fim, acrescente o fermento e pulse rapidamente, só para misturar.

Verta a massa na forma preparada e leve para assar até que o bolo fique com a superfície dourada e passe no teste do palito.

Mangulão

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Na última sexta, foi aniversário de um amigo querido que partiu cedo demais, mas que deixou tantas lembranças divertidas que não há uma semana sequer em que a gente não relembre alguma boa história.

Em homenagem a ele, que sempre gostou de saborear uns quitutes no meio da tarde, preparei um prato típico de Tocantins que ele me apresentou: o mangulão. Já provou? Parece um pão de queijo, só que assado em forma de anel, feito bolo.

O mangulão é muito fácil de fazer - basta um liquidificador, uma tigela e pronto! E é mágico: experimente colocar um quentinho junto com um café recém-passado pra você ver se os dois não somem! ;-)

Mangulão
Receita daqui

Ingredientes:

3 ovos inteiros
125 mL de leite
150 mL de óleo vegetal (usei canola)
250 g de polvilho doce
1 colher (sopa) de fermento em pó
200 g de queijo minas meia cura ralado
Sal a gosto (depende do seu queijo - usei menos que uma colher de chá)

Modo de preparo:

Preaqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma de anel média (22 cm de diâmetro) com manteiga. Reserve.

No liquidificador, bata os ovos, o leite e o óleo até ficar bem homogêneo. Acrescente aos poucos o polvilho, batendo até obter uma mistura cremosa.

Transfira a mistura para uma tigela e adicione o queijo, mexendo bem. Prove um pouquinho da massa e verifique se precisa de mais sal. Ajuste até o seu paladar.

Verta a massa na forma preparada, alisando a superfície para ficar uniforme. Leve para assar até que um cheiro incrível de pão de queijo se espalhe pela casa e o mangulão fique douradinho feito pão de queijo (pode levar uns 45 minutos).

Retire do forno e espere esfriar um pouco para desenformar. Sirva em fatias, com requeijão, manteiga, geleia ou purinho. E com café, claro!

Mangulão de perto

Observação final:

* Enquanto pesquisava por receitas de mangulão, vi a seguinte sugestão: adicionar à massa 100 g de bacon e 1 dente de alho bem picadinhos e fritos, uma pitada de pimenta calabresa e 1 colher de sopa de salsinha picadinha. Não fiz assim porque queria algo mais parecido com que eu comia com o meu amigo, mas alguém tem alguma dúvida de que fica bom?

Cookies craquelados da Dorie

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Dorie Greenspan é uma das minhas referências máximas em baking. Amo tudo que sai do forno (e dos livros) dela: bolos, tortas, biscoitos, tudo é incrivelmente bem explicado pra que você consiga um resultado, no mínimo, muito bom.

Foi do último livro dela que tirei os cookies com que presenteei os professores dos meus filhos. São tão simples de fazer que preparei com a ajuda da criançada. Eles curtem demais medir os ingredientes, despejar na tigela, mexer... e o que dizer de rolar as bolinhas de massa no açúcar? É uma festa! Tudo bem que depois preciso varrer açúcar até do teto. Mas a farra é boa.

Como a Dorie explica na receita, esses cookies nada mais são do que uma adaptação de uma receita de brownies - então eles têm gosto de brownies pra valer. São muito, muito, MUITO gostosos.

Como eu os preparei no dia mais quente do ano em Brasília (37,3ºC), acho que isso pode ter interferido na cobertura craquelada, que não secou devidamente e não ficou tão branquinha. Pretendo repetir a receita quando as chuvas começarem pra valer só pra tirar a teima de não ter obtido a cobertura linda esperada.

Cookies craquelados de brownie da Dorie
Receita daqui

Ingredientes:

71 g de manteiga gelada em cubos
226 g de chocolate meio amargo picado
150 g de açúcar
2 ovos grandes gelados
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1/2 colher (chá) de sal
102 g de farinha de trigo comum
Açúcar de confeiteiro o suficiente para rolar os cookies

Modo de preparo:

Pique o chocolate em pedaços: deixe 170 g em pedaços médios e o restante, pique bem.

Derreta juntos a manteiga e o chocolate usando o método que preferir - banho-maria, micro-ondas ou o meu método preferido: em uma panela, sob chama muito baixa, mexendo sempre com uma espátula de silicone e desligando o fogo antes de o chocolate terminar de derreter. Misture até ficar homogêneo e reserve.

Adicione o açúcar à mistura de chocolate, mexendo muito bem. Vai ficar meiogranulado, mas não tem problema. Quando a mistura estiver morna, junte os ovos, um de cada vez, mexendo vigorosamente a cada adição. A massa ficará sedosa e brilhante.

Adicione então o extrato de baunilha e o sal, mexendo bem. Incorpore a farinha de trigo até obter uma massa bem uniforme. Por fim, envolva os pedacinhos de chocolate restantes.

Acomode a massa em uma tigela, cubra e leve à geladeira por, pelo menos, 3 horas.

Passadas as 3 horas, ligue o forno a 180ºC. Forre duas assadeiras para cookies com tapete de silicone ou papel manteiga.

Retire a massa da geladeira e forme bolotas com o auxílio de uma cookie scoop ou de uma colher medidora com capacidade para uma colher de sopa. Role cada bolinha no açúcar de confeiteiro até ficar perfeitamente coberta e acomode na assadeira, deixando 5 cm de intervalo entre elas.

Leve para assar por 12 minutos ou até que os cookies fiquem firmes nas bordas, mesmo que pareçam meio fofos no meio.

Deixe esfriar por 2 minutos na própria assadeira. Em seguida, com o auxílio de uma espátula larga, remova os cookies para uma grade de resfriamento. Sirva completamente frios.

Rendimento: 20 cookies

Cookies craquelados de brownie da Dorie
Mão lindinha da minha ajudante

Observação final:

* O que, não gostou das medidas lokas em gramas (71, 226, 102)? Bom, a Dorie fez a receita assim, eu segui igualquenem. Se você quiser, faça os arredondamentos que julgar pertinentes. Ou compre uma balança digital pra sua cozinha, é uma ótima aquisição!

Cookies craquelados de brownie da Dorie
O provador oficial júnior quis mostrar a textura de brownie do cookie.

Bolo "churros" da Lu Goto

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Já falei da Luciana Goto aqui, né? Pra mim, também podia ser Luciana 'Go-to', num trocadilho safado com aquela expressão em inglês que a gente usa para falar das pessoas e receitas às quais sempre recorre.

Outro dia, a Lu publicou no Facebook um vídeo ensinando a fazer bolo churros. Sim, bolo churros, aquele que foi moda há pouco tempo e que sempre causou controvérsias ("mas churros é frito", "mas churros não tem canela na massa", "mas churros espanhol não é assim" - enfim).

Mas, voltando à receita da Lu, era tão fácil e parecia tão gostosa que furou a interminável fila das receitas que eu pretendo fazer algum dia. Aproveitei uma ocasião festiva no trabalho e preparei.

Gente, que escândalo de bolo. Massa fofinha, com um aroma delicioso de canela e um gostinho que casa perfeitamente com aquela abundância de doce de leite. Acabou em ridículos 20 minutos - o menor tempo que eu já vi para um bolo daquele tamanho.

Recomendo muito, demais da conta, que você faça também.

Bolo Churros da Lu
Receita inspirada nesta daqui

Ingredientes:

Para o bolo:
3 ovos grandes
3/4 de xícara/200 mL de iogurte natural (usei desnatado não adoçado, que era o que eu tinha em casa)
1/2 xícara/120 mL de óleo de canola (ou qualquer óleo vegetal de sabor suave)
1 2/3 de xícara/400 mL de açúcar
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 pitada de sal
1 2/3 de xícara/400 mL de farinha de trigo
1/2 colher (sopa) de canela em pó
1 colher (sopa) de fermento em pó

Para a forma:
1/2 xícara de açúcar de confeiteiro
2 colheres (chá) de canela em pó

Para o recheio:
400 gramas de doce de leite
1/3 de xícara de leite desnatado (era o que eu tinha em casa)

Modo de preparo:

Ligue o forno a 180ºC. Em uma tigelinha, peneire juntos a canela e o açúcar de confeiteiro, misturando bem. Unte com manteiga uma forma de anel com capacidade para 10 xícaras de massa. Polvilhe-a com a misturinha de açúcar e canela e reserve.

No copo do liquidificador, junte os ovos, o iogurte, o óleo, a baunilha e o açúcar e bata por uns 5 minutos - o objetivo é dissolver bem os cristais de açúcar.

Em uma tigela grande, peneire juntos a farinha e o sal. Sobre esses ingredientes, verta o conteúdo do copo do liquidificador. Misture com um fouet até obter uma massa uniforme. Adicione então o fermento, mexendo somente até incorporar.

Despeje a massa na assadeira preparada e leve ao forno por uns 45 minutos ou até que o bolo passe no teste do palito.

Retire o bolo do forno e acomode sobre uma grade de resfriamento. Desenforme quando estiver morno ou em temperatura ambiente. Se quiser, polvilhe um pouco da misturinha de açúcar com canela por cima.

A cobertura é muito simples de preparar. Em uma tigela média, coloque o doce de leite. Acrescente o leite aos poucos, mexendo sempre. A ideia aqui é deixar o doce mais fluido - mas só o suficiente para escorrer pelas laterais do bolo. Assim, quando chegar ao ponto desejado, pare de acrescentar leite, mesmo que ainda sobre um pouco na sua medidora.

Com o auxílio de uma colher, derrame o doce de leite sobre o bolo, deixando escorrer pelos lados. O que sobrar, coloque no furo central.

Bolo Churros da Lu

Observações finais:

* A receita da Lu me serviu de inspiração e referência, mas - pasme - não foi a que eu usei ao fazer a massa do bolo. O motivo é besta: eu tinha um ovo a menos na despensa. Acabei usando uma receita de bolo de iogurte daquelas que usam o copinho como medida (o meu copinho tinha 200 mL de capacidade). E dando os meus pitacos, néam.

* Ah, eu diluí o doce de leite no leite, mas é porque não tinha creme de leite em casa.

Bolo formigueiro de liquidificador

terça-feira, 3 de outubro de 2017

De vez em quando, gosto de fazer receitas mais elaboradas, que envolvem vários passos e que demandam dedicação. Receitas 'do amor', como bem definiu a querida Lica, do Feijão no Prato, já que exigem do cozinheiro atenção plena por um período mais prolongado.

Dito isso, vou confessar que as receitas que mais se adaptam ao meu estilo de vida atual são aquelas que exigem um tempo mínimo de mão na massa e que ainda assim garantem bons resultados.

Este bolo formigueiro é uma dessas receitas. Fiz de última hora para receber as crianças que vinham da escola. Ficou pronto num instante e todo mundo adorou. Aliás, adorou tanto que eu não consegui produzir uma foto sequer do bolo inteiro, nem pela metade - quando consegui me organizar para fotografá-lo, ele já tinha sido reduzido a um terço do tamanho original.

É bolo fofinho e úmido para servir no lanche da tarde. A massa, em si, é bem básica - o famoso 'bolo de nada', que muda de sabor dependendo do que você coloca nele. A graça toda fica por conta dos granulados de chocolate.

Então, sem mais delongas, vamos à receita!

Bolo formigueiro de liquidificador
Receita livremente adaptada daqui

Ingredientes:

5 ovos
1 xícara de óleo vegetal de sabor suave
1 xícara de iogurte natural integral não adoçado
1 colher (chá) de extrato de baunilha
1 1/2 xícaras de açúcar
3 xícaras de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 xícara de granulado de chocolate (usei floquinhos de chocolate ao leite da Callebaut)

Modo de preparo:

Ligue o forno a 180ºC. Unte com manteiga e enfarinhe uma forma de anel com capacidade para 10 a 12 xícaras de massa.

No copo do liquidificador, adicione os ovos, o óleo, o iogurte e o extrato de baunilha. Bata por uns 2 minutos. Acrescente o açúcar e bata por mais 5 minutos. O objetivo aqui é dissolver todo o açúcar.

Em uma tigela grande, peneire a farinha, o sal e o fermento. Despeje o conteúdo do copo do liquidificador na tigela e misture com o fouet até obter uma massa lisa e homogênea. Adicione os granulados, envolvendo-os delicadamente com uma espátula de silicone.

Verta a massa na forma preparada e leve ao forno por uns 40-50 minutos ou até que o bolo passe no teste do palito.

Se estiver usando uma forma tradicional para bundt cake daquelas bem grossas, desenforme o bolo sobre uma grade de resfriamento 15 minutos depois de tirá-lo do forno. Se a sua forma for de alumínio normal, deixe-o esfriar sobre a grade até que ele chegue à temperatura ambiente - só então desenforme.

Sirva as fatias com café fresquinho. É bom demais.

Bolo formigueiro de liquidificador

Observações finais:

* Aqui no blog há uma receita ótima de bolo formigueiro, publicada há uns 5 anos. É super saborosa e pode até ser recheada - usei-a como base para o bolo de aniversário de 1 ano dos meus pequenos. Mas é bem mais trabalhosa.

* Como o que dá sabor à massa é o granulado de chocolate, recomendo que você use o melhor que puder encontrar.

Printfriendly