Pão de batata

sexta-feira, 8 de junho de 2007

Pão de batata com queijo

Desde que fiz a cirurgia de hérnia de disco, não tenho sido a padeira animada que sempre fui. Sovar a massa me deixa meio descadeirada.

Mas neste feriado, me enchi de coragem e fiz um pãozinho de batata pra alegria do marido.

Ingredientes:

1 colher de sopa de sal
1 colher de sopa de açúcar (usei mel)
1 envelope de fermento biológico seco instantâneo (10 g)
1 xícara de água morna
5 xícaras de farinha de trigo (isso é só uma medida referencial, no fim das contas, depende muito da batata que você usar - há batatas mais ou menos 'molhadas')
500 g de batatas cozidas e espremidas (como eu tenho preguiça do espremedor de batata, amassei as bichinhas com um amassador. Mas acho que o resultado fica melhor com o espremedor)
1 ovo inteiro
1 colher do sopa de óleo
2 colheres de sopa de margarina

Opcionais:
1 ovo batido para pincelar o pão
Um pires de queijo que derreta fácil, ralado (eu usei queijo do reino)

Modo de preparo:

Antes de mais nada, vale uma observação sobre a minha forma de preparar. Como eu já disse antes, tenho coluna bichada, então não posso ficar nessas aventuras de passar horas em pé. Além disso, no meu apartamento anterior, não tinha onde amassar o pão, pois a pia era de mármore velho e nojento. Resultado: aprendi a fazer pão na bacia. A mistura dos ingredientes, a sova, tudo é lá.

Comece o processo misturando o sal, o açúcar (ou o mel), o fermento, a água e 1 das xícaras de farinha numa tigela (se quiser fazer o pão como eu, use uma bacia). Misture até obter um mingau. Depois, junte a esse mingau as batatas, o ovo, o óleo e a margarina.

Feito isso, chegou a hora de adicionar as xícaras de farinha restantes. Vá misturando uma a uma até incorporá-las todas à massa. Se você não quiser preparar o seu pão na bacia, mas na sua linda, lisa e limpa bancada de granito, despeje a farinha nela, formando um montinho, faça um furo no meio e derrame o seu mingau de batatas ali. E vá incorporando a farinha à massa até dar o ponto.

E que ponto é esse? É quando a massa não quiser mais ficar toda grudada na sua mão. Se sentir necessidade, sinta-se à vontade para ir colocando alguns punhados de farinha a mais.

Bom, como eu inventei de colocar queijo no meu pão, adicionei-o no decorrer desse processo. Usei o mesmo método da adição da farinha - coloquei um pouco, amassei até incorporar, depois mais um pouco, mais um pouco... até completar um pires (acho charmoso usar essas medidas dos tempos da vovó - 1 pires, 1 copo americano...).

Massa no ponto? É hora da sova. Por 5 minutos, bata a bicha com toda a força na bancada, amasse-a, soque-a, dobre-a sobre si mesma. Como a minha massa fica o tempo todo na bacia, não aplico exatamente uma sova nela. É mais uma drenagem linfática =)

Massa sovada, faça uma bola com ela, passe farinha em volta e deixe-a descansando - não sem antes fazer uns bons talhos nela (o Jamie Oliver disse que isso ajuda a massa a crescer - aliás, outra dica dele é colocar um pedaço de filme plástico sobre o pão para abafá-lo um pouco).

Como eu não tinha todo o fermento necessário, a minha massa não cresceu muito. Mas se você seguir direitinho a receita, a sua deve dobrar de volume depois do descanso (é que nem eu, quando saio de férias). No ponto para mais uma sova. Amasse a coitada até que todo o ar saia, modele os pãezinhos e coloque-os numa assadeira untada e enfarinhada. Se quiser, pincele-os com o ovo batido. Deixe os bichinhos crescerem um pouco - uma meia hora.

Asse-os por meia hora em forno preaquecido a 180ºC (como os fornos não são iguais, convém conferir como os pãezinhos estão aos 20 minutos). Para saber se eles estão prontos, verifique se já pegaram uma corzinha. Se for o caso, dê uns petelecos neles - se o som estiver oco, é porque estão bons.

Tire-os do forno, deixe esfriar numa grelha por pelo menos meia hora (para eles não ficarem massudos) e pode comer!

Rende de 10 a 15 pãezinhos.

Um comentário:

Ka Frabetti disse...

Letícia minha filha, liberta a massa da bacia e dá uma boa sova nela :)
adorei a receita, vou testar e te conto como as batatas colombianas se comportaram.
bjs

Printfriendly