Sopa de beterraba

sexta-feira, 8 de junho de 2007

Sopa de beterraba

Comecei o feriado de ontem fazendo uma sopinha bem besta para me confortar nas noites frias deste inverno.

Bati no liquidificador 4 beterrabas cozidas com uns 400 ml de água. Enquanto isso, numa panela, refoguei uma cebola picadinha e 2 dentes de alho num pouco de azeite, até ficarem meio transparentes. Despejei nesse refogado a beterraba batida, temperei com um pouco de aceto balsâmico, sal e pimenta do reino.

Como congelei a sopa, nem tirei foto dela na hora (a foto que aparece neste post é dela descongelada). Mas tenho certeza de que ela deve ficar gostosa com torradinhas, salpicada de salsinha picada e com um fiozinho de azeite. É assim que eu pretendo comê-la.

Agora, a parte importante: o PERIGO. A beterraba é um vegetal extremamente vingativo quando liquidificada. Ela literalmente explode sob o calor do fogão. Do chão ao suggar, tudo em casa ficou pintado de rosa. Isso sem falar em mim mesma, que fui olhar a sopa e levei uma boa respingada de beterraba quente bem na cara.

Assim, quando for preparar sua sopa, deixe para salgar no final (quando a sopa está salgada, pula mais, não sei porque). Fogo baixo nela. E mexa sempre, cuidadosamente. Ah, e não custa nada usar avental e uma roupa bem velhinha. Só para prevenir.

Nenhum comentário:

Printfriendly