Viver o presente no presente

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

É engraçado - achei que, estando desempregada (meu desligamento oficialmente ocorreu na sexta-feira da semana passada), teria mais tempo disponível. Ledo engano. Todo fim do dia fico impressionada com a velocidade com que as horas passaram. Dizem que o tempo voa quando a gente se diverte, né... e eu tenho me divertido muito.

Neste fim de semana, cozinhei bastante. Vou dedicar um post para o almoço de sábado e um para as preparações de domingo (fiz almoço, pão, sopa...). Nada muito diferente do que normalmente preparo. Mas, no domingo, fiz algo que não costumo fazer.

Estou sempre elétrica, fazendo um milhão de coisas ao mesmo tempo - cozinhando, respondendo a e-mails, arrumando a casa, lavando roupa, terminando freela, tudo ao mesmo tempo agora. Sou viciada na sensação de ser megaprodutiva e multitarefas. Só que isso é meio ilusório. Eu faço um monte de coisas ao mesmo tempo, mas todas elas acabam tomando uns bons minutos a mais do que deveriam. A cozinha fica mais suja e respingada, a roupa fica mais tempo do que deveria dentro da máquina de lavar, o controle remoto some... e, para corrigir tudo isso, lá se vai mais tempo.

Já tinha me programado neste domingo para fazer, entre um milhão de outras coisas, a receita de pão de leite caseiro que mencionei num post anterior. Mas, quando acordei de manhã, decidi que, na hora de fazer o pão, ia fazer só o pão. Parece meio bobo, mas é bem difícil para mim.

E foi quase como um transe. Selecionar os ingredientes, prepará-los para a receita, combiná-los... prestar atenção na textura, no cheiro, no crescimento da massa...

Já tinha lido e ouvido budistas e iogues falarem das virtudes de estar presente no agora - segundo eles, precisamos parar de viver no futuro ou no passado, como normalmente fazemos, e nos concentrarmos na nossa atividade presente, desfrutando dela intensamente. Não é muito fácil. Mas é incrivelmente proveitoso. Nunca fiz pães tão fofos quanto ontem. A cozinha ficou muito mais limpa do que em todas as outras fornadas. E eu saí de lá me sentindo leve e realizada.

Tentaê na sua casa e me diz como foi.

Nenhum comentário:

Printfriendly