Paladar nada refinado

domingo, 2 de setembro de 2007

Tem gente que sonha com caviar. Que se emociona ao cheirar um azeite trufado. Que acha que lagosta é um prato dos deuses. Eu definitivamente não pertenço a essa gente.

A lagosta, eu acho só boazinha – acho que não tem muita graça. O caviar, para mim, é intragável. Não gosto da textura, do cheiro ou do sabor. E o azeite trufado... bom, ainda estou dando uma chance para ele. Mas cada vez que eu abro a garrafa em que ele está, penso que tem gás escapando na cozinha.

Não sou nada phyna.

Nenhum comentário:

Printfriendly