Molho barbecue trabalhado na laranja

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Senta que lá vem história. Ou, ainda, faz rolagem, que a receita está mais embaixo.

Quando eu era bem pequena, minha irmã, mais velha, ganhou um Kit do Químico Mirim. Era muito divertido: beques, tubos de ensaio e um bando de líquidos coloridos em frasquinhos com conta-gotas. Com eles, era possível fazer tinta invisível, sangue de mentirinha e vários líquidos fedorentos. Mas era necessário seguir as receitas com muita precisão e jamais substituir, suprimir ou acrescentar ingredientes.

Muitos anos depois, estava eu, recém-casada. Eu queria provar a mim mesma que era capaz de me virar na cozinha sem recorrer à ajuda da mamãe. Assim, me armei de alguns poucos livros de culinária e comecei a enfrentar as panelas sozinha. Mas as coisas não pareciam correr bem: as receitas não ficavam com gosto que eu esperava... e havia muitas receitas para a mesma coisa!

Só então percebi que a cozinha não funciona como o Kit do Químico Mirim. É claro que há proporções que precisam ser seguidas (especialmente para confeitaria), mas cozinha tem a ver com experimentação, e com gosto pessoal. Por isso é que há tantas receitas de bolo de fubá. Por isso é que cada família tem a sua fórmula para o molho da macarronada.

Contei tudo isso para finalmente chegar à semana passada, quando eu me preparava para cozinhar costelinhas de porco ao molho barbecue. Passei os olhos na receita de molho que costumo usar e fiquei meio... cuén. Queria algo novo. Foi quando descobri uma receita diferente no livro da Ana Maria Braga. A primeira coisa que me veio à cabeça foi ‘cadê o açúcar mascavo?’, seguida de ‘como assim, laranja?’. Respirei fundo, mandei a química mirim para fora da cozinha e preparei a receita. Com pequenas adaptações, como deve ser :-)

Costelinhas ao molho barbecue

Receita adaptada de Mais Você 10 Anos, de Ana Maria Braga


Ingredientes:

1/2 xícara de azeite
2 colheres (sopa) de manteiga
1 cebola grande bem picadinha
3 dentes de alho picadinhos
1/4 de xícara de raspas de casca de laranja (usei as raspas de 1 laranja grande)
5 cravos-da-índia moídos (como o sabor é meio forte, usei 2)
2 colheres (sopa) de mostarda de Dijon
Sal a gosto (usei shoyu a gosto)
1/2 colher (chá) de pimenta-do-reino moída (usei metade do que foi pedido)
2 xícaras de ketchup
2 colheres (chá) de molho inglês
1/2 colher (chá) de molho de pimenta
2 colheres (sopa) de vinagre
Suco de 3 laranjas suculentas

Modo de preparo:

Numa panela, refogue a cebola e o alho em azeite e manteiga até dourar. Em seguida, adicione os demais ingredientes e deixe ferver por 5 minutos até a mistura ficar homogênea.

Desligue o fogo. Se quiser, peneire o molho para que ele não fique pedaçudo. Eu não peneirei dessa vez, mas poderia fazer da próxima - fica mais lisinho e bonito.

4 comentários:

Maísa disse...

Le, sua costelinha deve ter ficado divina.Cozinhar é arregaçar as mangas e botar a mão na massa, e ir corrigindo aos poucos alguns deslizes. E como tudo na vida... é testando q se aprende!Um beijo bem temperado pra vc!

moranguita disse...

nunca usei este molho e verdade:-( mas deve ficar uam caren bem saborosa sem duvida
beijinhos

ameixa seca disse...

Aposto que ficou delicioso :)

"Manjares da Manu" disse...

Nossa ficou com uma cor maravilhosa!!!E eu ainda não testei este molho, tenho que fazer o mais rápido possível!!!Deu água na boca!!!

BJs...

Printfriendly