Granola Grabbers

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

"Acredite em Alá, mas amarre o seu camelo". Na minha cozinha, este dito popular árabe ganhou uma nova interpretação: "Dorie Greenspan é uma gênia, mas só você conhece o seu forno". Sentem, que lá vem história.

Como contei há algum tempo, estou fazendo parte do Dorie às Sextas, um grupo que prepara, a cada 15 dias, uma receita do livro "Baking", de Dorie Greenspan (as experiências são compartilhadas às sextas-feiras, daí o nome). A ideia do grupo é que cada um imprima às receitas a sua marca pessoal, o que é ótimo para mim, já que eu não sou muito boa em seguir receitas tintim por tintim - quando me dou conta, já mudei ingredientes, modo de preparo...

Pois bem, justamente quando resolvo seguir mais rigorosamente o modo de preparo de uma receita, não é que dá errado?

A receita da vez foram os Granola Grabbers. Segundo Dorie, esses cookies poderiam ser levados ao forno em duas assadeiras ao mesmo tempo. Bastaria girá-las 180º e trocá-las de posição na metade do tempo. Mesmo sabendo que isso dificilmente daria certo no meu forno, resolvi teimar. Terminei com 9 biscoitos bem queimados no fundo.

A culpa foi minha, toda minha. Eu sei que o meu forno torra qualquer alimento que não esteja na grade superior, mas insisti em usar outra grade por pura preguiça de fazer 3 fornadas. Aprendi minha lição.

Vamos então aos cookies, sem mais delongas. E, por favor, não cometam o mesmo erro que eu: por mais explicadinha que seja uma receita, não se acanhe em adaptá-la às condições em que você se encontra. A Dorie pode saber tudo sobre baking, mas quem sabe da sua cozinha é você ;-)

Granola grabbers
Receita adaptada daqui

Ingredientes:

3 xícaras de granola sem frutas (usei uma que continha cacau em pó)
3/4 de passas úmidas e gordinhas (usei mirtilos secos)
1/2 xícara de amendoins sem pele e salgados (usei 1 xícara)
1/2 xícara de amêndoas em lascas (suprimi)
1/2 xícara de coco ralado adoçado
1/3 de xícara de gérmen de trigo
200 g de manteiga sem sal em temperatura ambiente
3/4 de xícara de açúcar mascavo claro (bem apertadinho no medidor)
1/4 de xícara de açúcar comum
1 ovo grande
1/4 de colher (chá) de sal (usei 1/2 colher)
1 xícara de farinha de trigo

Modo de preparo:

Acenda o forno a 190ºC. Forre duas assadeiras de cookies com papel manteiga ou com tapete de silicone.

Numa tigela grande, despeje a granola. Com as mãos, desfaça eventuais grumos de cereais que encontre. Junte a ela as passas (ou mirtilos), os amendoins (e amêndoas, se usar), o coco ralado e o gérmen de trigo. Misture bem com uma colher de pau e reserve.

Com o auxílio da batedeira, bata a manteiga por 2 minutos até que fique cremosa. Adicione os açúcares e bata por mais 3 minutos ou até obter um creme claro e fofo. Acrescente o ovo e o sal e bata até incorporar. Some então a farinha (bata em velocidade lenta para não gerar um redemoinho de farinha).

Quando a farinha estiver incorporada, acrescente a mistura de granola aos poucos - pode usar a batedeira em velocidade lenta ou uma espátula de silicone e a força do braço. Ficou tudo misturadinho? Pronto, pode começar a fazer os biscoitos.

Com o auxílio de uma cookie scoop ou de uma colher medidora redondinha, faça bolotas do tamanho de 1 colher (sopa). Enrole-as com as mãos, dê-lhes uma leve achatada e acomode-as na assadeira, deixando um intervalo de 4 cm entre elas.

Leve as assadeiras ao forno por 10 a 12 minutos, tendo o cuidado de girá-las 180º na metade do tempo. Se o seu forno permitir, você pode colocar duas assadeiras juntas (lembre-se de girá-las e trocá-las de posição na metade do tempo).

Quando os cookies estiverem dourados, remova-os do forno - eles parecerão moles, mas tenha fé, que eles ficam firmes quando esfriam. Deixe que eles esfriem na própria assadeira por 1 a 2 minutos e, em seguida, transfira-os para uma grade para que esfriem completamente.

Aqui em casa, a receita rendeu 36 cookies grandinhos, bons para se comer com um copo de leite gelado ou com um café feito na hora.

Granola grabbers

Observações finais:

Vocês devem estar pensando: "A loka falou, falou e não disse se os cookies são bons". Gente, são ótimos. Mesmo os queimadinhos estavam deliciosos. São crocantes, mas não duros. São doces na medida. E estão cheios de ingredientes saudáveis! Eu e minhas cobaias adoramos :-)

10 comentários:

Doce Final Feliz disse...

lol amiga.. mas os restantes ficaram com um aspecto mesmo delicioso!!!
bjus
Cila

Susana Gomes (Gasparzinha) disse...

Fornos temperamentais é do pior! :))
Mas as que se salvaram ficaram lindas.
Bjs

Ginja disse...

O meu forno às vezes também resolve pregar partidas. Mas ficaram lindos os cookies! :)
Um beijinho.

Margarida disse...

eheheh gostei da lição. Os fornos trocam-nos as voltas todas! Mas estão perfeitos esses cookies.
beijinho

Caderninho de Receitas disse...

Ficaram lindas esses cookies. Realmente cada forno cada sentença!!!Beijos

Akemi disse...

Pois eu acho que adoraria estes mais moreninhos! Aliás, eu sou expert em passar os cookies do ponto porque gosto deles crocantes! kkkk
Adoro estas blogagens coletivas com algum tema! Que venham mais receitas da Dorie!
Bjss e bom final de semana!

Gisela disse...

Os fornos são terriveis quando não cooperam connosco, mas de qualquer modo os cookies ficaram lindos
Beijo

ameixa seca disse...

O meu forno é da família do seu ;) Sempre fico de olho senão sai tudo queimado! Os que se salvaram ficaram bem fotogénicos.

Helena disse...

Ficaram bem douradinhos e bonitos
Considero sempre a temperatura do forno indicativa, pois cada caso é um caso . No meu forno em Portugal a 190 queimava-as e aqui isso não acontece, sendo os dois electricos.
Bom domingo!

Letrícia disse...

Obrigada, Cila!

Susana, ter um forno a gás, e com botijão, é sempre um teste de paciência...

Ginja, estou solidária com você ;-)

Margarida, obrigada!

Carolina e Margarida, é verdade!

Akemi, alguns ficaram só mais moreninhos, mesmo. Outros ficaram com o fundo pretinho :-p

Gisela, por conta das excentricidades do meu forno, tenho pensado em ter um forno elétrico, mas me disseram que esses também podem ser temperamentais...

Ameixinha, haja paciência com os nossos fornos...

Helena, é engraçado como tudo pode influenciar na hora de cozinhar - o clima, a altitude, o hemisfério, o humor da cozinheira...

Beijos, queridas!

Printfriendly