Salada de papaia verde

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Sou uma fã declarada do Anthony Bourdain. Já li uns 5 livros dele (só um de receitas) e, sempre que posso, assisto a um episódio ou outro de No Resevations. É claro que eu me divirto horrores com o seu sarcasmo. Mas gosto igualmente dos momentos em que ele é arrebatado por um sabor ou experiência, baixa as armas e só consegue sorrir, com uma expressão meio boba.

Foi por causa do Tony que eu comecei a me interessar salada de papaia verde. Num de seus livros com relatos de viagem, ele comenta que provou a tal salada e que ficou completamente rendido e apaixonado. Fiquei super curiosa mas, ao mesmo tempo, ressabiada. Eu sou dessas que acredita quando dizem que um determinado prato vem com coro de anjos embutido e acabo me frustrando (em geral, os anjos não cantam pra mim - foi assim com macaron e scones, por exemplo).

Por causa dessa desconfiança, acabei demorando anos para provar a salada de papaia verde. Mas provei. E, gente, mesmo numa versão incompleta, como a que eu fiz, é MUITO BOM. É salgado, doce, ácido, picante, crocante, macio, tudo-ao-mesmo-tempo-agora. Não digo que vai ser uma salada que vou fazer todos os dias. Primeiro, porque tive dificuldade de encontrar papaia verde (todos os que eu encontrava estavam verdões por fora e quase maduros por dentro). Segundo, porque eu quero que ela tenha para sempre esse sabor de surpresa :-)

 Salada de papaia verde
Receita adaptada daqui

Ingredientes (para duas pessoas):

1 dentinho de alho descascado
1 pimenta dedo-de-moça vermelha, sem as sementes, cortada em pedaços (se quiser deixá-las, vai ficar um pouco mais picante, mas é com você)
1 colher (sopa) de camarões secos (opcional - ainda bem, porque eu não tenho camarão seco em casa)
6 vagens francesas cortadas em bastões de 2 cm (não tinha em casa e não usei)
1 colher (sopa) de amendoins torrados e salgados
2 colheres (chá) de açúcar mascavo
1 1/2 colher (sopa) de molho de peixe (nam pla)
1 1/2 colher (sopa) de suco de limão
3 tomates cereja cortados ao meio (usei sweet grape)
70 g de papaia verde cortado em tirinhas muito finas (meu papaia verde estava querendo amadurecer, por isso, só consegui obter 50 g)
20 g de cenouras em tirinhas igualmente finas (usei mais para compensar a falta de papaia)

Modo de preparo:

Num pilão, moa a pimenta e o dente de alho até obter uma pasta. Adicione os camarões secos (se estiver usando) e moa mais mais um pouco, até que ele vire pasta também. Some as vagens e os amendoins e soque-os um pouquinho, só até as vagens ficarem amassadinhas e o amendoim, quebrado grosseiramente. Acrescente o açúcar, o molho de peixe e o suco de limão e misture bem. Acrescente os tomatinhos e dê-lhes uma ligeira amassada com o socador.

Disponha as tirinhas de papaia e de cenoura numa tigela, derrame por cima o conteúdo do pilão e misture bem.Você pode servir imediatamente ou levá-la à geladeira para servir geladinha.

Observações finais:

* Está difícil achar papaia verde? Substitua por pepino.

* O lance desse molho é encontrar o equilíbrio entre salgado, doce, ácido e picante. Se achar que falta mais pimenta, uma pitada de açúcar, um tantinho de molho de peixe ou mais umas gotinhas de limão, coloque!

2 comentários:

Renata Boechat disse...

Genial!

Fiz uma vez e amei,

http://www.eternosprazeres.com/2011/02/salada-de-papaya-verde-para-um-dia-de.html

Acho que vou repetir com a sua receita, o duro vai ser achar camarão seco, mas já que não fazem falta, tudo bem!

Maria disse...

Letícia, adorei esta salada. Também gosto muito do Chef e tenho um livro de receitas dele ( as receitas que são servidas no seu restaurante).
Vou experimentar e sem a sua dificuldade em encontrar papaia verde porque, cá em Portugal, é mais difícil encontrá-la madura do que verde...
Beijinhos
Maria

Printfriendly