Bolo de paçoca com cobertura de brigadeiro mole de paçoca

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Bolo de paçoca

Há pouco mais de um ano, fiz este bolo pela primeira vez por ocasião da festa junina no trabalho. Hoje, repito a receita (e o post) porque sei que este bolo é daqueles que provoca suspiros, brigas por farelos e muitos pedidos de receitas.

Da primeira vez que o preparei, fiz uma cobertura que combinava leite, açúcar e paçoca.  Desta vez, resolvi preparar um brigadeiro de paçoca (não sei se pode chamar de brigadeiro, já que não leva chocolate, mas vou chamá-lo assim). Gente, que trem delicioso. É daqueles doces que a gente prova e sabe que precisa tirar de casa imediatamente ou vai se tornar escravo dele.

E o bolo? Ah, ele é cheiroso, fofo, delícia demais. Não é muito doce, o que o faz casar direitinho com a cobertura. E é muito simples de fazer. Vai por mim, vai virar hit na sua festa junina.

Bolo de paçoca_vista aérea
Receita ligeiramente adaptada dessa daqui

Ingredientes:

Para a massa
3 ovos
1 3/4 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de óleo de canola
1 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
1 1/2 xícara (chá) de fubá
1 xícara (chá) de farinha de amendoim
1 colher (sopa) de fermento químico em pó
1 xícara (chá) de leite morno
1 pitada de sal

Para o brigadeiro mole de paçoca:
1 lata de leite condensado (395 g)
1 caixinha de creme de leite comum (200 g)
100 g de farinha de amendoim
1 colher (sopa) de manteiga com sal
Leite (se necessário - o suficiente para deixar a cobertura mais ralinha e espalhável)

Para finalizar:
1 paçoquinha para peneirar sobre o bolo

Modo de preparo:

Ligue o forno a 180ºC. Unte com manteiga e enfarinhe caprichosamente uma forma de anel com capacidade para 10 xícaras de massa. Reserve.

Na batedeira, em velocidade alta, bata os ovos com o açúcar e o óleo até formar um creme homogêneo.

Em uma tigela, peneire juntos a farinha, o fubá e o sal. Misture com um fouet.

Adicione a mistura a seca ao conteúdo da batedeira em 3 vezes, alternando com o leite. Raspe as laterais da tigela com uma espátula de silicone a cada nova adição. Some a farinha de amendoim, batendo em velocidade lenta até incorporar.

Desligue a batedeira e acrescente o fermento, mexendo delicadamente com a espátula.

Verta a massa na assadeira preparada e leve ao forno até que o bolo passe no teste do palito (no meu forno, isso demora quase 1 h).

Deixe esfriar totalmente sobre uma grade para desenformar (se usar uma assadeira para bundt cake típica, como a que eu usei, pode desenformar 15 minutos depois de o bolo sair do forno).

Enquanto o bolo esfria, prepare o brigadeiro mole: misture todos os ingredientes em uma panela de fundo grosso e leve ao fogo baixo, mexendo sempre, até que o brigadeiro começar a ferver. Continue mexendo por mais 1 minuto e retire do fogo.

Espalhe a cobertura ainda quente sobre o bolo (veja as observações finais para decidir o que você vai fazer). Antes de servir, salpique paçoquinha peneirada sobre o bolo para ficar mais lindo.

Bolo de paçoca_detalhe

Observação final:

* Comprei farinha de amendoim pronta da marca "Da Colônia". Achei no supermercado, na área de mercearia doce. Mas dá para fazer em casa! Eu explico como fazer aqui.

* Sobre o brigadeiro de paçoca, a receita foi uma invenção bem sucedida. Ficou com consistência perfeita para servir em copinhos, mas um pouco densa para ser derramada sobre o bolo, como eu desejava. Por isso, separei 1/3 da receita e diluí em um pouco de leite.

Se você não precisar de uma cobertura mais fluida, espalhe cuidadosamente sobre o bolo o brigadeiro ainda quente -use as costas de uma colher ou uma espátula de confeiteiro para auxiliar.

Nenhum comentário:

Printfriendly