Geleia de pimenta

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Outro dia, passei pela minha pimenteira e me assustei - "foi atacada por praga de novo!", pensei, vendo-a toda arriada. Ao examiná-la de perto, porém, descobri que seus galhos estavam caídos porque ela estava carregadíssima de pimentas.

Daí que eu colhi 5 pimentas dedo-de-moça bem vermelhas e lindonas. Normalmente, eu as incluiria em um antepasto ou em algum prato ou molho de inspiração oriental, mas, dessa vez, eu tinha uma ideia fixa: geleia.

Segui a receita super bem explicadinha da Luciana, autora do Cozinhando para 2 ou 1 (a Lu nem deve saber, mas foi com ela que aprendi a fazer crepioca e perdi meu complexo de péssima panquequeira). Foi muito fácil e rápido. E, o principal, o resultado ficou um escândalo, de tão bom.

Geleia de pimentaReceita adaptada daqui

Ingredientes:

5 pimentas dedo-de-moça
1 maçã pequena (usei uma gala)
1/2 xícara de sumo de limão espremido na hora (1 limão-taití grande deve ser suficiente)
1/2 xícara de água
1 xícara de açúcar

Modo de preparo:

O primeiro passo para tratar as pimentas é proteger as mãos com luvas de látex ou plástico (como aquelas que se usa para aplicar tinta de cabelo) - isto é fundamental, pois o óleo essencial das pimentas pode ficar impregnado na pele das mãos. Imagine o que vai ser coçar os olhos ou tocar uma pele sensível, como a de uma criança. Não gosto nem de pensar.

De luvas, abra as pimentas e raspe fora as sementes*. Pique bem picadinhas e reserve.

Descasque a maçã e rale no ralador grosso, evitando chegar nas sementes.

Em uma panela média de fundo grosso, misture todos os ingredientes e leve ao fogo baixo, sem mexer. Quando o açúcar estiver dissolvido e tiver formado uma calda rala, apague o fogo e, com um mixer de mão (que o pessoal de Portugal conhece como varinha mágica), dê uma triturada em tudo para obter uma textura mais uniforme.

Ligue novamente o fogo e deixe apurar até que a geleia chegue à consistência de uma calda grossa (ela ficará mais espessa à medida que esfriar). Retire do fogo, acomode em pote esterilizado e conserve em geladeira por até 2 semanas.

Observação final:

Sensibilidade aos sabores picantes é algo totalmente pessoal. Assim, use a quantidade de pimenta que achar razoável para o seu paladar. Quer mais ardida? Use mais pimentas ou deixe algumas com as sementes. Quer menos picante? Use menos pimentas - sem sementes, por favor.

3 comentários:

Clara Brito disse...

Hummm que delícia. Deve ser óptimo com queijo fresco.

Beijinhos,
Clarinha
http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/11/feliz-dia-de-aniversario-e-um-bolo-de.html

Marly disse...

Oi, Le,

Nem me fale sobre manusear pimentas sem proteger as mãos, pois há muitos anos tive uma experiência "daquelas", como resultado desse descuido, rsrs. A geléia deve ter ficado uma delícia!

Um beijo

Rachel disse...

Oi Letricia... adoro fazer geléia de pimenta e também já tive problemas como o seu no manuseio errado, foi tão forte que nunca mais me esqueci de me proteger.
Também não dou sorte com meus pezinhos de pimenta, quando preciso tenho de comprá-las, pois não dá para ficar sem essa delícia na despensa, né?!
Bjuss!!!

Printfriendly