Molho de tahine e missô (para salada)

terça-feira, 17 de maio de 2016

Quem visita este blog deve achar que eu sou uma formiga safada que come açúcar o dia inteiro. Alto lá! Formiga safada sim, mas eu não como açúcar o dia inteiro. Pelo contrário - procuro restringir a comilança de doces ao final de semana (veja bem, procuro, não quer dizer que eu consiga sempre).

Mas sabe o que eu como todo santo dia, geralmente duas vezes ao dia? Salada. Adoro os cheiros, os sabores, o frescor... Quando estou com preguiça, tempero a minha salada direto no prato com azeite, uma fonte de acidez (limão espremido ou algum vinagre) e um toque salgadinho (molho de soja ou sal). Mas, quando estou inspirada, gosto de caprichar nos molhinhos.

 Esta receita saiu do Instagram da Bela Gil. Da primeira vez que a fiz, achei-a muito rala e suave, mas cheia de potencial. Assim, resolvi adaptá-la ao meu gosto. Ficou mais encorpado e saboroso, com um gostinho oriental tão bom! Pra você ter uma ideia, meu pai, que não é muito fã de molhos preparados, provou, gostou e - pasme - 'fez gula', servindo-se uma segunda vez de salada com o molhinho.

Molho para salada com tahine e missô
Receita adaptada daqui.

Ingredientes:

2 colheres (sopa) de missô branco (pasta salgada e fermentada de soja)
4 colheres (sopa) de tahine (pasta de gergelim)
1 dente de alho pequeno
1/3 de xícara de água
Suco de 1/2 limão tahiti

Modo de preparo: 

Facílimo - bata todos os ingredientes no processador de alimentos ou no liquidificador (eu usei o mini-processador) até obter um molho cremoso e uniforme.

Se quiser mais (ou menos) salgado, altere a quantidade de missô. Se o seu tahine for mais denso, pode ser preciso acrescentar um pouquinho mais de água.

Sirva com a salada crua de sua preferência. Também fica ótimo com legumes cozidos no vapor e grelhados.

Observação final:

Tahine e missô podem ser encontrados em lojas de produtos naturais, em mercadinhos orientais ou na seção de produtos orientais dos supermercados maiores.

Nenhum comentário:

Printfriendly