Geleia de jabuticaba

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Este ano, precisei assumir uma verdade dolorosa a meu respeito: eu não tenho maturidade diante de jabuticabas. Eu as como do mesmo jeito que comia na infância - até doer. Para mim, não existe isso de comer 5, 8 jabuticabas. Eu como dezenas, literalmente.

O problema é que eu já não tenho o metabolismo da menina que subia em jabuticabeiras e comia as frutinhas direto do pé. O ponteiro da balança logo  acusou os excessos de jabuticaba. Pensei em dar as frutas que me sobravam a outra pessoa, mas quem disse? A menina escaladora de árvores que habita o meu ser deu birra e eu acabei não conseguindo.

Resolvi então usar as jabuticabas em uma receita. E me decidi por geleia - como é bem doce, eu acabo comendo pouquinho. Fiz a receita da Rosaly Senra, uma fera em quitandas e outras gostosuras de Minas Gerais.

Gente, simples demais de fazer. E deliciosa. É uma ótima opção para quem está com jabuticabeiras carregadas e não dá conta de comer tudo. Ou, ainda, para quem não sabe lidar com o próprio apetite diante das amadas frutinhas. :-\

Geleia de jabuticaba
Receita adaptada daqui

Ingredientes:

Jabuticabas maduras e frescas
Água filtrada quanto baste
Açúcar quanto baste
Limão quanto baste

Modo de preparo:

Sei que muita gente tem nervoso de receita com quantidades vagas - pior ainda, com "quanto baste". Mas eu explico: a quantidade desses ingredientes depende da quantidade de suco de jabuticaba que você vai obter. Que, por sua vez, depende da quantidade de jabuticabas que você vai usar. Dito isso, vamos à receita.

Lave as jabuticabas em água corrente para retirar ciscos e folhas. Disponha-nas em uma panela de cobre, aço ou ferro esmaltado, com tamanho suficiente para acondicioná-las ficando cheia só até a metade. Adicione água até quase cobri-las e leve ao fogo.

As jabuticabas vão espumar, estourar e produzir um suco num tom bem vivo de roxo. Para saber se o suco apurou o suficiente, verifique com o auxílio de uma escumadeira se ainda há frutas inteiras. Se só restarem cascas vazias e caroços, está bom.

Desligue o fogo. Em uma peneira grossa, coe o conteúdo da panela, pressionando um pouco com a escumadeira. Agora, meça a quantidade de líquido obtido. Você vai usar metade desse volume de açúcar. Ou seja - para 4 xícaras de suco, use 2 xícaras de açúcar. A quantidade de caldo de limão também segue essa lógica: para cada 2 xícaras de suco, acrescente o caldo de meio limão.

Leve tudo ao fogo novamente, mexendo com uma colher de pau até o líquido adquirir uma consistência próxima da do mel. Se estiver em dúvida, faça o teste: mergulhe as costas de uma colher de metal na geleia e, com cuidado, passe o dedo no meio. Se a geleia não escorrer, está bom.

É muito importante não deixar a geleia no fogo além da conta. Como a jabuticaba tem muita pectina, há o risco de a geleia ficar dura demais quando esfriar.

Acondicione a geleia em vidros esterilizados e deixe esfriar antes de tampar (com tampas igualmente esterilizadas). Como toda geleia, dura bastante tempo. Eu prefiro conservar na geladeira depois de aberta.

Ah, esqueci de avisar: misture a geleia antes de servir para ela ficar mais fluida e fácil de espalhar.

Um comentário:

Yara disse...

Salvou a minha vida. Ganhei jabuticabas diretamente do interior, graúdas, docinhas, mas não posso comer porque tenho o mesmo problema que você: só paro quando acaba. Bora fazer geleia!

Printfriendly