Pão de 'beijo'

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Ao meu redor, tenho descoberto cada vez mais gente que não se dá bem com um ou outro alimento. Se eu já gosto de cozinhar para as pessoas queridas, fazer com que elas consigam comer algo decente apesar das restrições a que estão sujeitas é um desafio que eu sempre topo.

Foi assim que eu resolvi encarar mais uma das grandes heresias culinárias dos tempos atuais: o tal do pão de 'beijo'. Pra quem ainda não ouviu falar, é um pão de queijo, só que sem queijo - e sem leite, e sem ovos. Parece terrível, né. Mas, acredite, é melhor do que você imagina.

Preparei uma receita deles, boleei e levei para assar na casa da minha mãe. Tiramos do forno uma assadeira cheinha e eles desapareceram num instante, tendo sido aprovados inclusive pelo mais exigente dos degustadores: o hômi e sua mineirice. Segundo ele, não é pão de queijo nem aqui nem em Juiz de Fora, mas é um lanchinho bem bom.

Pão de beijo
Receita ligeiramente adaptada daqui

Ingredientes:

290g de purê de mandioquinha (batata-baroa, mandioquinha-salsa)
2 xícaras de polvilho doce
1/2 xícara de polvilho azedo
1/3 xícara de azeite ou óleo vegetal e/ou azeite extra-virgem
1/4 de xícara de água morna (usei a água do cozimento da mandioquinha - reserve-a e acrescente quanto for necessário)
1 colher (chá) de sal - ou mais, ao seu gosto
Opcionais, mas muito recomendados: orégano seco e qualquer outro temperinho que você curta

Modo de preparo:

Descasque a mandioquinha, pique em pedaços, cozinhe até ficar macia e amasse com um garfo, com ela ainda quente. Meça algo em torno de 250 a 290 g de purê (entre 1 1/2 xícara a 2 xícaras) e coloque em uma tigela grande. Lembre-se de reservar a água do cozimento!

Na tigela da mandioquinha, adicione os polvilhos e o sal. Vá trabalhando com as mãos até ficar o mais homogêneo possível. Adicione então o óleo/azeite e 2 colheres de sopa da água reservada. Trabalhe mais a massa. Está seca? Adicione mais água. Ficou mole demais? Acrescente um tiquinho a mais de polvilho doce. Seu objetivo é obter uma massa macia, lisa, fácil de bolear. 

Ligue o forno a 180ºC. Se quiser, pode forrar a assadeira com papel manteiga ou alumínio só para não sujá-la, mas não precisa, eles não grudam. 

Modele bolinhas do tamanho de uma noz. Acomode na assadeira e leve ao forno por meia hora, mais ou menos, ou até que elas rachem e fiquem coradas (não vão ficar douradas como os pães de queijo, já que não têm queijo ou ovos). Sirva imediatamente.

Pão de beijo - fica puxa-puxa
Tá vendo isso? Ele também tem textura puxa-puxa :-)

Observações finais:

- A quantidade de água necessária pode variar dependendo da sua mandioquinha. Pra mim, foi preciso acrescentar quase 3 vezes mais água do que o recomendado na receita original.

- Segundo a autora da receita, se não houver necessidade de evitar laticínios, dá para acrescentar 2 colheres (sopa) bem cheias de queijo meia cura ralado. Fica mais saboroso e nutritivo.

- Esta receita não leva ovos. Assim, se você não acrescentar queijo, vai poder prepará-la para veganos.

- Aproveite que a massa não tem nada que ofereça risco se consumido cru e prove, ajustando sal (e ervinhas) de acordo com o seu paladar.

- Você pode optar por usar somente um óleo de sabor suave, somente azeite ou uma mistura dos dois. Usei azeite puro e achei que o sabor ficou bem evidente, mas não me importei com isso, pois gosto.

- Testei rolar alguns dos pãezinhos nas mãos untadas com azeite e, em seguida, passar por um pouco de parmesão ralado antes de levar ao forno. Dá um gostinho a mais e deixa simpatiquinho (como na foto).

- Não encontrou mandioquinha por aí ou está achando o preço abusivo? Tente usar batata-inglesa, batata-doce, mandioca, taro. Faça um purê macio e, eventualmente, ajuste a quantidade de polvilho, de água e de sal. Eu pretendo fazer esse teste e acrescentar um pedacito de abóbora cozida para dar uma corzinha.

Nenhum comentário:

Printfriendly